Tabela de partição, GPT ou MBR?

A maioria dos usuários acabam criando a tabela de partição do seu HD/SSD no formato MBR, alguns devido ao costume de sempre ter lido que esse era o padrão, outros por lerem que GPT é somente para quem utiliza EFI. Isso pode até ter sido verdade, mas devia ser no início do EFI, pois hoje você pode utilizar a tabela de partição GPT mesmo que sua placa mãe não possua EFI.

Nós mesmos já utilizamos a tabela de partição GPT em uma placa mãe legacy, não encontramos problemas nenhum, e além disso não ficamos limitados em apenas 4 partições no HD/SSD. Uma outra vantagem de utilizar a tabela GPT é, você poderá “converter” a instalação do seu Linux de legacy para EFI sem precisar de formatação. Um outro benefício no caso de utilizar o Manjaro é, se por algum motivo você perder o acesso ao grub, com uma liveusb você recupera o grub facilmente, veja nosso artigo sobre isso.

Se você for formatar todo o seu HD/SSD, recomendamos fortemente que crie a tabela de partição no formato GPT, isso facilitará muito sua vida em várias ocasiões, como os exemplos citados acima. Claro que essa é a nossa opinião/recomendação para você, e você pode seguir outras ao invés da nossa, mas em algum momento você vai lembrar que poderia ter evitado um pequeno ou enorme transtorno.

Para verificar qual tabela de partição você está utilizando em seu HDD/SSD, utilize o comando abaixo.

sudo parted -l

Veja a saída do comando, no momento estávamos utilizando MBR em nosso SSD devido alguns testes.

Então é isso, deixe nos comentários o que você pensa/conhece sobre essa questão de MBR ou EFI como tabela de partição.

Créditos.

Imagem



Caso algum programa que você goste ainda não tenha uma versão para Manjaro, por favor, escreva nos comentários o nome do programa que iremos procurar por algum equivalente ou, se possível a portabilidade para Manjaro, entraremos em contato com desenvolvedores.

Por favor, não deixe de compartilhar nas redes sociais as publicações deste blog, pois nosso incentivo para produzir um conteúdo bacana é saber que estamos ajudando pessoas a conhecer cada vez mais as funcionalidades dessa maravilhosa distro Linux.

Nos acompanhe: