Checar pacotes instalados no sistema

Muitos usuários encontram problemas com pacotes instalados da AUR, de algum repositório não oficial do Manjaro, e raramente, até em alguns pacotes do repositório community. Na maioria das vezes isso é devido a necessidade em reconstruir o pacote, para identificar os pacotes que precisam ser reconstruídos, você pode utilizar o rebuild-detector. Com este pacote, você vai economizar tempo em pesquisar o motivo do problema, e além de resolver o seu problema, você poderá repassar a informação para ajudar outras pessoas.

Checar pacotes da AUR

Para checar os pacotes da AUR, você deve utilizar o comando abaixo.

checkrebuild

Se retornar o nome de algum pacote, basta utilizar o comando do Pamac para instalação dos pacotes da AUR, você também pode fazer isso graficamente, encontrando o pacote, marcando ele para uma nova compilação e clicar em aplicar.

pamac build nomedopacote

Checar pacotes dos repositórios

Para checar os pacotes dos repositórios do Manjaro, utilize o comando abaixo.

checkrebuild -i core -i extra -i community

Para obter uma saída com mais informações, utilize o comando abaixo.

checkrebuild -v -i core -i extra -i community

Para checar pacotes dos repositórios que você adicionou e que não são oficiais do Manjaro, basta fazer o mesmo processo acima, apenas troque o nome do repositório. Veja o exemplo para checar os pacotes do repositório do blog.

checkrebuild -i manjariando -i manjariando-deps -i manjariando-testing

Ao encontrar algum pacote que necessite de reconstrução, notifique os mantedores do respectivo repositório, assim eles podem corrigir o problema o mais rápido possível.

Instalação.

Torne-se um apoiador e ajude manter os projetos do blog.

Modo gráfico: procure e instale os pacotes rebuild-detector.
Terminal: use os comandos abaixo conforme o gerenciador de programas utilizado.

Pamac

pamac install rebuild-detector

Pacman

sudo pacman -S rebuild-detector

Verificações com suporte:

  • ldd: Um executável está vinculado a uma biblioteca compartilhada inexistente
  • python: Um pacote foi construído em uma versão mais antiga do Python
  • perl: Um pacote foi construído em uma versão anterior do Perl
  • ruby: Um pacote foi construído em uma versão Ruby mais antiga
  • haskell: Um pacote foi criado com base em uma versão Haskell mais antiga

Observação

Se você utiliza muitos pacotes da AUR e a reconstrução não ajudar, provavelmente você terá que fazer o downgrade do pacote, já que os pacotes de lá são recomendados/compatíveis para o Manjaro unstable, boa parte dos pacotes podem ser utilizados sem maiores problemas no Manjaro estável, mas uma pequena parcela dos pacotes, não podem ser atualizados assim que sair atualização para eles na AUR, sendo necessário utilizar de uma, a duas versões abaixo da disponível por lá.

Muitos pacotes não utilizam algumas bibliotecas do sistema para o seu funcionamento, e assim podem ser relatados como sendo necessário uma reconstrução, e que de fato, não é realmente necessário a reconstrução do mesmo. Então antes de utilizar os comandos mencionados para encontrar algo, tenha isso em mente e pesquise antes de informar, ou você poderá estar relatando um erro que na verdade não existe.

Ao relatar que um pacote necessita de uma reconstrução, repasse o máximo de informação, como o método utilizado para descobrir o problema, a saída do erro ao chamar o programa pelo terminal, e/ou a saída dos comandos informados nesse artigo. Apenas informar que algo não está funcionando para você, não vai ajudar muito na resolução do seu problema, principalmente se o problema estiver acontecendo apenas com você.



Caso algum programa que você goste ainda não tenha uma versão para Manjaro, por favor, escreva nos comentários o nome do programa que iremos procurar por algum equivalente ou, se possível a portabilidade para Manjaro, entraremos em contato com desenvolvedores.

Por favor, não deixe de compartilhar nas redes sociais as publicações deste blog, pois nosso incentivo para produzir um conteúdo bacana é saber que estamos ajudando pessoas a conhecer cada vez mais as funcionalidades dessa maravilhosa distro Linux.

Nos acompanhe:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.