Flávio Costa
Flávio Costa
Não menospreze o dever que a consciência te impõe
Jan 26, 2022 Jan 26, 2022 2 min de leitura

Alterar o Hostname do sistema

thumbnail for this post

Ao instalar o sistema, por muitas vezes, a gente não pensa direito no hostname e, com o passar do tempo, podemos querer alterá-lo. Mas como podemos fazer isso de forma correta, sem danificar o sistema e precisar formatar novamente?

Recentemente eu precisei formatar o sistema (na verdade era um dual boot de Manjaro), instalei o KDE/Plasma e coloquei o hostname como stable. O problema foi que, durante a configuração e pós instalação, eu pensei: “E se eu fizer um triboot para dar suporte ao ramo unstable?” E, como podem ver por esse artigo, foi o que eu fiz.

Como eu me acostumei com o KDE, resolvi utilizar ele no ramo unstable para testar as compilações dos pacotes que disponibilizamos. Eu até poderia manter ele no ramo stable e instalar o XFCE no unstable, mas eu acabaria tendo mais trabalho com o passar do tempo. Então eu terminei a configuração do KDE e fui pesquisar na wiki do Archlinux e, como sempre, lá encontrei as informações que precisava.

Além de alterar o hostname, também é necessário alterar o host. Tudo pode ser feito com apenas dois comandos, como mostrado nos exemplos abaixo. Mas lembre-se: altere conforme a sua necessidade.

Alterando o hostname #

Para saber o hostname atual, utilize o comando abaixo. O nome estará na primeira linha, como no exemplo da imagem.

hostnamectl
Exemplo hostname

Exemplo hostname

Agora utilize o comando abaixo para alterar o hostname, trocando unstable pelo nome que você deseja.

sudo hostnamectl set-hostname unstable

Agora é a vez do host, coloque o nome antigo no lugar de stable e o novo no lugar de unstable.

sudo sed -i 's/stable/unstable/' /etc/hosts

Pronto, você alterou (da forma correta) o nome do hostname do seu sistema. Agora é só reiniciar para que tudo funcione. Para reiniciar é só utilizar o comando abaixo.

reboot

Espero que a dica seja útil. E, principalmente, que você não tenha problemas com essa alteração simples. Caso você não compreendeu algum dos passos, ou tenha alguma dificuldade, nos informe nos comentários para que possamos ajudá-lo.


Caso algum programa que você goste ainda não tenha uma versão para Manjaro, por favor, escreva nos comentários o nome do programa que iremos procurar por algum equivalente ou, se possível a portabilidade para Manjaro, entraremos em contato com desenvolvedores.

Por favor, não deixe de compartilhar nas redes sociais as publicações deste blog, pois nosso incentivo para produzir um conteúdo bacana é saber que estamos ajudando pessoas a conhecer cada vez mais as funcionalidades dessa maravilhosa distro Linux.

Veja também

Acompanhe o blog

comments powered by Disqus